jun
30
2011

London London…

O frio que tem feito nos últimos dias no Brasil me fez lembrar de Londres, um lugar que eu gosto muito. Estou no Rio de Janeiro atualmente e, por incrível que pareça, aqui anda fazendo 16 graus com facilidade. No Leblon, bairro onde moro, cai uma chuvinha fina parecidíssima com aquela que comumente cai em Londres. Claro que o frio é incomparável, mas a chuvinha dá aquela sensação de Europa, rsrs.

Russell Square Station

Londres é uma cidade encantadora. Já fui quatro vezes pra lá (a trabalho) e com certeza iria feliz outras tantas. Tem muita coisa pra fazer, pra conhecer, tudo é um evento. Até andar no metrô, chamado carinhosamente pelos londrinos de “tube”, é interessante. Sempre tem um artista tocando instrumentos pouco conhecidos, ou uma música linda muito conhecida e a voz do locutor do underground dizendo: “Mind the gap”. Isso inclusive é souvenir pra turista, que pode comprar várias lembrancinhas com o mapa do tube, o símbolo do underground ou os dizeres “Mind the gap”… eu comprei até calcinha com isso escrito, hahahaha. DICA sobre o metrô: por cerca de 29 pounds vc compra um cartão (Oyster) que te dá o direito a usar metrô, trem e ônibus o quanto quiser por uma semana. Vale a pena se você for usar bastante transporte coletivo.

Só está faltando o tomate...

A minha primeira paixão em Londres foi o “english breakfast”, ou o pequeno almoço inglês, como eles costumam dizer. À primeira vista é estranho para o paladar brasileiro, acostumado a tomar café com leite e pão de manhã. Mas lá a maioria das pessoas sai mais tarde de casa, faz uma boa primeira refeição e não almoça, só come um lanchinho e depois só come uma refeição no jantar mesmo. Mas, voltando ao english breakfast, só digo que é uma delícia. É composto basicamente por torradas, bacon, ovos, tomate cozido, salsicha e (pasmem) feijão agridoce. Isso mesmo, feijão no café-da-manhã! Mas devo dizer que é necessário, pois te dá energia (necessária no frio) e te sustenta por um bom tempo. Huuum, me deu até fome agora… rsrsrs. O bairro que eu escolhi pra “viver” em Londres foi Holborn, mais precisamente na região de Russell Square. Gosto de lá, é um bairro com cara de casa, com livrarias/sebo e lojinhas por todo canto, estações de metrô perto umas das outras, lugares baratinhos pra comer, muito restaurante indiano e chinês, rsrs… por falar em restaurante indiano, os indianos são figurinhas fáceis em Londres, precisam ver. Tem gente que é avessa a ponto turístico, mas em Londres não tem como fugir disso, pois parece que pra todo lado que a gente olha tem um ponto turístico. Uma das maiores emoções que tive foi uma vez que saí do trabalho à noite e fui ver o Big Ben pela primeira vez… exatamente na hora em que saí da estação de metrô que fica quase embaixo do relógio, ele começou a badalar… foi lindo! O único problema são os muuuuitos turistas que, como eu, atrapalham a foto dos outros e sempre sai um abelhudo no seu momento registrado, hehe. Ali do Big Ben, que faz parte da arquitetura do Palácio de Westminster, dá pra ver a London Eye, que é uma roda gigante de onde dá pra ver toda Londres. A fila pra fazer o passeio também é gigante, eu nunca enfrentei. Mas já vale só de vê-la de longe, depois chegar perto e ver o tamanho da estrutura, um espetáculo. Por ali, nas redondezas, tem também o Aquário de Londres, Museu do Filme, o próprio rio Tâmisa que é uma delícia de ficar olhando… eu poderia ficar horas falando de pequenos prazeres de bater perna em Londres… ah, isso vale uma DICA: vá de tênis ou um sapato muito confortável, pois não tem como não andar, e muito, a pé. Um exemplo de como é impossível não andar muito, é a Oxford Street, Prince Regent Street e todas as ruas ao redor, que são enormes avenidas com muitas lojas, cafés e coisas interessantes pra ver. Duas das vezes que fui era época de Natal, então as ruas estavam cheias de luzes, enfeites natalinos, tudo lindo! E dá-lhe andar pra ver tudo e tirar fotos, rsrs. Como diria Caetano, “London is lovely so I cross the streets without fear”. Bem, tem muita coisa pra falar de Londres, então hoje só dei uma “pincelada”, mas depois volto a falar especificamente dos lugares que gosto, como Camden Town (amo), Covent Garden, Tower Bridge, National Gallery, parques, pubs…

I´ll be back.

………………….. x …………………..

• Se quiser ver mais fotos de Londres, clique AQUI.

• E se quiser ver o Big Ben baladando, clique AQUI.

• Hotéis que eu já fiquei:

www.stathanshotel.com (é honesto…)

www.imperialhotels.co.uk (tem 5 opções de categorias e preços)

Posts Relacionados

Sobre o autor: Débora Bordin

Tenho mais (bem mais) de 30, sou jornalista (diplomada), radialista, blogueira, especialista em comunicação empresarial e de turismo sustentável, sagitariana, corintiana, matucha-pantaneira-carioca e turista. Apesar de tudo isso, uma boa moça.

2 Comentários+ Comentar

  • Morei em Londres em 1998-1999. Fazia um treinamento lá, e também estágio. Qdo chegou na hora de vir embora, eu até chorei de saudades ! rs. Na época adorava Londres, tanto por que foi o segundo país que morei, depois dos USA, então pra mim tudo era muito novo.

    Agora não penso + assim. Londres ? só para passear, mas ainda não acabei voltando.

    O que fiz de legal em Londres ? ver o show do The Cure no Astoria, e Smashing Pumpkins naquele teatro no final da Rua Oxford. DEMAIS !

    bjos

    Lu

  • Engraçado…
    Eu morro de medo do cinza. Porque o cinza mata as pessoas. Mas Londres é um lugar que eu gostaria de conhecer, de verdade, apesar do cinza e do frio.

    Um beijo

Seu comentário