mai
20
2011

Um homem precisa viajar… já diria Amyr Klink

Já é sexta-feira de novo e a semana passou rápido e atribulada. Claro que fiquei pensando em qual viagem seria minha pauta pro blog, mas, pela falta de tempo e inspiração, não fluiu nada.

Foi então que hoje pela manhã recebi, como todos os seguidores dele no twitter, um bom dia do @mauriciodesousa, que veio com um link de uma foto linda do mar (que não é nenhuma dessas do post).

Respondi um sorridente “Bom dia dos viajantes, inclusive de suas histórias” e fiquei pensando… no Amyr Klink! Hahaha (vai entender a mente humana).

Tem um texto maravilhoso dele, que acredito ser o mais conhecido, que fala que o “homem precisa viajar”. Mas ele fala sobre experiências de fato, de andar com os próprios pés e tal.

Concordo plenamente com ele. Mas também acho que precisamos viajar pelo nosso próprio pensamento, pelas histórias contadas pelos outros, sejam elas verídicas, quase verídicas ou inventadas pelas suas criativas cabeças.

Então faço uma proposta de fim-de-semana para quem não está podendo viajar (de fato) por aí. A proposta é de viajar na internet, nos livros, num bom filme, nos álbuns de fotografias da família, numa boa conversa… e no meu blog também, caso você não tenha lidos meus últimos posts.

Coloquei umas fotos aleatórias nesse post, mas que pra mim representam alguma inesquecível viagem… seja ela de pensamento ou não.

Beijo na testa.

Ah! Fica aí o texto lindo do AMYR KLINK:

“Hoje entendo bem meu pai. Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livro ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece, para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos e não simplesmente como ele é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.

Posts Relacionados

Sobre o autor: Débora Bordin

Tenho mais (bem mais) de 30, sou jornalista (diplomada), radialista, blogueira, especialista em comunicação empresarial e de turismo sustentável, sagitariana, corintiana, matucha-pantaneira-carioca e turista. Apesar de tudo isso, uma boa moça.

7 Comentários+ Comentar

  • Por que no:)

  • Olá Debora! Parabéns pelo seu blog!
    Fico aqui viajando na leitura de suas fascinantes experiencias.
    Tambem gostaria de ajuda pra criar um blog. Se vc poder..
    leo_nota11@hotmail.com

    • Oi Leonardo!
      Obrigada por viajar no meu blog :)
      Criar o seu é muito fácil. Indico o site http://www.blogger.com pois é só ter uma conta do google e o resto é instintivo.
      Depois me manda o endereço, ok?
      Abraço!

  • Que o mundo nos aguarde!

  • Adorei!! Fiquei aqui viajando no meu sofá… ainda mais depois de assistir ao filme: Além da Vida.

    bjos e bom final de semana

  • Lindo texto, reflexão perfeita.
    Vou tentar seguir seu conselho. =)

Leave a comment to Debora Bordin